Olhar Jurídico

Sábado, 14 de dezembro de 2019

Notícias / Eleitoral

Avalone recorre ao TSE para trancar inquérito policial por apreensão durante campanha

Da Redação - Arthur Santos da Silva

03 Out 2019 - 16:04

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Avalone recorre ao TSE para trancar inquérito policial por apreensão durante campanha
O deputado estadual Carlos Avalone (PSDB) recorreu ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para tentar trancar inquérito policial que averigua crime eleitoral supostamente ocorrido em 2018. O ministro Tarcisio Vieira de Carvalho Neto relata o caso.

Leia também 
Juiz retira tornozeleira de 12 réus por sonegação de R$ 140 milhões

 
A tentativa de trancamento do inquérito já foi negada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) em Mato Grosso. A decisão foi estabelecida de forma unânime em sessão plenária desta terça-feira (9).
 
O deputado teve o nome envolvido em apreensão da Polícia Rodoviária Federal (PRF), no município de Poconé (100 km de Cuiabá). Segundo informações da PRF, um veículo Gol, de cor prata, foi abordado no quilômetro 560 da BR-070.

No interior do veículo, os agentes abordaram três suspeitos, que estavam com R$ 89,9 mil em dinheiro vivo, além de vários santinhos do então candidato a deputado estadual Carlos Avalone.

Os mesmo fatos são examinados em representação que pode resultar em cassação de diploma do parlamentar. Avalone assumiu o mandato em definitivo após o deputado estadual Guilherme Maluf (PSDB) tornar-se conselheiro do Tribunal de Contas (TCE).
 
Não há data definida para julgamento no TSE.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet