Olhar Jurídico

Domingo, 08 de dezembro de 2019

Notícias / Criminal

Justiça barra 21 testemunhas de tenente-coronel denunciado por constranger PMs a praticarem relações sexuais

Da Redação - Arthur Santos da Silva

28 Out 2019 - 17:00

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Justiça barra 21 testemunhas de tenente-coronel denunciado por constranger PMs a praticarem relações sexuais
O tenente-coronel Joel Outo Matos, denunciado por constranger colegas a praticarem relações sexuais, deve diminuir de 27 para seis o número de testemunhas de defesa que serão ouvidas em audiência marcada para janeiro de 2020. Determinação é do juiz Marcos Faleiros da Silva, da Décima Primeira Vara Criminal de Cuiabá, especializada em Justiça Militar.

Leia também 
MP investiga Louvada após denúncia de despejo irregular de rejeitos na rede fluvial

 
Segundo o juiz, o número de testemunhas deve ser igual ao do Ministério Público, responsável pela acusação. Decisão leva em conta os conceitos de igualdade processual entre as partes e paridade de armas.
 
O MPE, por meio da 11ª Vara Criminal da Comarca de Cuiabá, ofereceu em 2018 denúncia contra o tenente-coronel por crime de concussão. Ele é acusado de exigir vantagem indevida de jovens PMs, pressionando-as para a prática de relações sexuais na época em que estava à frente do 10º Comando Regional de Vila Rica.
 
Na denúncia, foram apresentadas declarações de três vítimas. Os fatos apontados ocorreram no ano de 2016. Além de depoimentos, foram anexadas ao processo mensagens enviadas pelo acusado às vítimas via whatsapp.
 
Em uma delas, por exemplo,  o denunciado diz: “tudo estava desenhado para você ir presa, ser mandada embora, perder sua estabilidade financeira, essa vida que você tem. Eu entrei na sua vida quer você queria quer não. Quero você”.

3 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Carcereiro
    28 Out 2019 às 19:54

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • PRAÇA SGT PINCÉL
    28 Out 2019 às 18:05

    /?? vai ser aposentado como CORONÉL duvida??? o MAJOR EVANDRO MARCOLINO que foi preso em 2016 no interior do 9º BATALHÃO no coxipo. foi aposentado em ATO GOVERNAMENTAL asssinado pelo PEDRO TAQUES e no CMdo DO ZAQUEU BARBOSA .. (CONFORME ATO DIARIO OFICIAL ESTADO MT 16 FEVEREIRO 2016) está na SEDE DO BOPE - esse TENENTE CORONÉL caso está ABAFADO né JUSTIÇA MILITAR??????????????????

  • Gustavo
    28 Out 2019 às 17:21

    esse e apenas um oficial tarado mais tem varios ..

Sitevip Internet