Olhar Jurídico

Sábado, 14 de dezembro de 2019

Notícias / Criminal

Mauro Carvalho é denunciado por lavagem de dinheiro desviado por Eder

Da Redação - Arthur Santos da Silva

29 Out 2019 - 09:20

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Mauro Carvalho é denunciado por lavagem de dinheiro desviado por Eder
O Ministério Público Federal (MPF) denunciou o atual secretário de Casa Civil, Mauro Carvalho, por lavagem de dinheiro envolvendo o operador financeiro Junior Mendonça. Montante citado no processo é de R$ 788 mil. O ex-secretário de Fazenda de Mato Grosso, Eder Moraes, também é denunciado.

Leia também 
Juiz nega pedido de Arcanjo para que processo sobre crime do colarinho branco fosse enviado ao TRE


Conforme os autos, Mauro Carvalho usou a empresa que é sócio, a Pequena Central Hidroelétrica São Tadeu, para receber os R$ 788 mil de origem ilícita, pagando posteriormente dívidas e juros no Bic Banco. O ex-governador de Mato Grosso, Blairo Maggi, é apontado como "devedor solidário".
 
As informações foram confirmadas pelos atuais colaboradores premiados, o ex-superintendente do Bic Banco, Luiz Carlos Cuzziol e o próprio empresário e operador financeiro Junior Mendonça.
 
Conforme os autos, Eder Moraes, para beneficiar o grupo Político do qual fazia parte, criou um sistema financeiro paralelo no estado de Mato Grosso.
 
A organização era composta pelos próprios integrantes do grupo político, por operadores financeiros que se valiam da estrutura de fomento mercantil (factorings) e em uma terceira vertente, por empresários dos mais variados ramos.
 
As contas das empresas Globo Fomento e Comercial Amazônia de Petróleo serviam para o grupo, conforme relatado pelo próprio colaborador Junior Mendonça, como uma conveniente conta-corrente.
 
Na relação de conta-corrente foi estabelecido um elaborado esquema para a concessão dos empréstimos, cujos valores eram, frequentemente, fracionados em diversas transações ou em cheques emitidos e outros títulos, a fim de dificultar rastreamento.
 
Ato primário, a captação de recursos por parte do denunciado Eder Moraes e que foram lavados em conjunto teve origem com recursos advindos das empresas Encomind Engenharia e Indústria Ltda, Lince Construtora e Incorporadora Ltda e Hidrapar Engenharia Civil Ltda.
 
"Neste sentido, no presente caso, é demonstrado que os denunciados Eder de Moraes Dias e Mauro Carvalho Júnior, com a ajuda do colaborador Gércio Marcelino Mendonça Júnior (Junior Mendonça), mediante a utilização de pessoas jurídicas interpostas (Globo Fomento Mercantil, Comercial Amazônia de Petróleo, São Tadeu Energética e Bicbanco) e negócios jurídicos simulados (supostos empréstimos contraídos), bem como mediante a utilização de títulos de créditos (cheques e notas promissórias), ocultaram e dissimularam a natureza, origem, localização, disposição, movimentação e a propriedade de valores provenientes de infrações penais", afirma o MPF.
 
A denúncia foi formulada em no dia 19 de junho. O valor atualizado da suposta lavagem alcança o montante de R$ 1,3 milhão.

Outro lado

A assessoria jurídica de Mauro carvalho informou que não vai se manifestar. Conforme o advogado Ulisses Rabaneda, ainda não houve notificação sobre o processo. 

9 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Ggm
    29 Out 2019 às 15:34

    Quando será que mt vai se livrar desses abutres?

  • Saulo
    29 Out 2019 às 15:32

    Não escapa ninguém, essas pessoas que administram nosso dinheiro pago através de impostos. Só Deus na causa.

  • ELEITOR
    29 Out 2019 às 13:46

    MAS ESTE SENHOR NÃO É TIDO COMO HOMEM HONESTO E SERIO? E AGORA MAURO MENDES SAI SE FOR PRESO?

  • ELEITOR ARREPENDIDO
    29 Out 2019 às 13:43

    ha,ha,ha, e na semana passada o governador moralista pediu ajuda pro Ministro Moro a combater a corrupção em MT. Espero que comece aí na Casa Civil, cuspiu pra cima, é certo que volta né, quer ser moralista, de exemplo.

  • Realista
    29 Out 2019 às 13:22

    Como disse alguém ali atrás...qual a novidade nessa informação?

  • Cuiabano
    29 Out 2019 às 10:45

    Uai governador seu secretario faz lavagem de dinheiro pro Eder agora vi td e o cara é o braco direito dele

  • Noemi
    29 Out 2019 às 10:35

    Eu quero é novidade! Esses homens públicos só servem pra dilapidar nosso dinheiro.

  • rose meira
    29 Out 2019 às 10:31

    Acho pouco...Amiguinho do Mauro Mente.. Kd os outros???

  • Paolo
    29 Out 2019 às 09:37

    Futuro prefeito de Cuiabá KKKKKKKKKK.

Sitevip Internet