Olhar Jurídico

Sexta-feira, 24 de setembro de 2021

Notícias / Civil

liminar

Justiça determina que Wellaton apague postagens que acusam ex-educação de aluguéis fantasmas

Da Redação - Arthur Santos da Silva

03 Ago 2021 - 10:26

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Justiça determina que Wellaton apague postagens que acusam ex-educação de aluguéis fantasmas
A Justiça de Mato Grosso atendeu pedido liminar para determinar que o ex-vereador por Cuiabá, Felipe Wellaton, apague em no máximo cinco dias postagens em redes sociais sobre suposto aluguel fantasma pago pelo ex-secretário de Educação de Cuiabá, Alex Vieira Passos, durante sua gestão.

Leia também 
Juízes de MT disputam vaga no Conselho Nacional de Justiça; veja nomes

 
“Existe na matéria uma acusação séria, que se fosse revestida de provas consistentes, teria sim seu caráter de interesse público, ou seja, sendo relevante para o interesse da sociedade, mas pelo que dos autos constam, bem como pela conclusão do Ministério Publico Estadual, conclui-se que as publicações não possuem finalidade informativa”, diz trecho da decisão assinada pelo juiz Jorge Alexandre Martins Ferreira, do 2º Juizado Especial Cível de Cuiabá.
 
Processo versa sobre denúncia de suposto aluguel fantasma feita por Wellaton. Enquanto reformava a Escola Ana Luiza Prado Bastos, localizada no bairro Osmar Cabral, a secretaria de Educação alugou outro espaço nas proximidades. Logo depois, porém, as aulas foram suspensas em consequência da pandemia do Coronavírus.

Segundo processo, Wellaton ignorou a pandemia e denunciou suposto aluguel fantasma. O Ministério Público chegou a examinar a possibilidade de procedimento investigatório, mas decidiu pelo indeferimento, “por inexistir justa causa”.
 
Além do requerimento liminar pela retirada de publicações nas redes sociais, no mérito, Passos busca indenização em valor não inferior a R$ 44 mil.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet