Olhar Jurídico

Quinta-feira, 02 de dezembro de 2021

Notícias | Geral

deputado estadual

Lúdio faz representação a PGJ e Defensoria para reativar leitos do São Benedito; Prefeitura diz que denúncia é irresponsável

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Lúdio faz representação a PGJ e Defensoria para reativar leitos do São Benedito; Prefeitura diz que denúncia é irresponsável
O deputado estadual Lúdio Cabral (PT) fez uma representação ao procurador-geral de Justiça, José Antonio Borges, e ao defensor público-geral, Clodoaldo Gonçalves, na manhã desta sexta-feira (15), para que o Ministério Público Estadual e a Defensoria Pública Estadual acionem a Prefeitura de Cuiabá para reabrir os leitos desativados no Hospital São Benedito e assegurar o pleno funcionamento das Unidades de Terapia Intensiva (UTI), além da oferta de atendimento em neurocirurgia, traumato-ortopedia, e outras demandas do Sistema Único de Saúde (SUS). 

Leia também 
Liderança da oposição, advogado José Moreno declara apoio à Gisela Cardoso


“Enquanto há leitos desativados no Hospital São Benedito, milhares de pessoas estão na fila em todo o estado de Mato Grosso aguardando vaga em UTI, esperando cirurgia ortopédica e neurocirurgia, eletivas e de urgência. Atualmente, o hospital tem 30 leitos de UTI desocupados, 80 leitos de enfermaria desocupados, quatro salas de cirurgia desativadas, além de serviços de alta complexidade em ortopedia e neurocirurgia desativados. Tem sentido toda essa estrutura parada sem utilização, com gente precisando?”, questionou Lúdio, que é médico sanitarista. 

Com a pandemia, o Hospital São Benedito deixou de atender outras especialidades e passou a ser referência para tratamento de covid-19, em junho de 2020. Porém, com o avanço da vacinação, os casos da doença estão diminuindo em Mato Grosso e não há mais nenhum paciente internado com covid no Hospital São Benedito, conforme demonstra o painel epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde (SES) do dia 11 de outubro de 2021. Lúdio Cabral anexou à representação fotos e vídeos que mostram a total desocupação dos leitos do Hospital São Benedito. Apesar disso, o recebimento de recursos federais e estaduais foram mantidos para custeio de média e alta complexidade hospitalar e UTI. 

“Não faz sentido um hospital desse porte, com tantos leitos de UTI e enfermarias vazios, comprometendo vidas da população que sofre na longa fila da Central de Regulação, aguardando por cirurgias ortopédicas, neurológicas e cardiovasculares que foram represadas ao longo de toda a pandemia”, disse Lúdio. Na representação, Lúdio requereu ainda a otimização do espaço físico da unidade hospitalar para ampliar a oferta de leitos e de cirurgias.

Outro lado

Em relação à denúncia do deputado estadual Lúdio Cabral de que o Hospital São Benedito estaria desativado, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) informa que:

- Recebe com surpresa a estranha e irresponsável denúncia do parlamentar, cuja atribuição é fiscalizar as ações do governo do Estado.

- Também surpreende que o deputado desconheça as ações da Secretaria de Estado de Saúde (SES), pasta esta que o mesmo tem atribuição de fiscalizar, uma vez que foi a SES quem bloqueou, de forma unilateral, todos os leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital São Benedito, no início de setembro, alegando baixa ocupação dos leitos. 

- Mesmo sem o cofinanciamento por parte do governo do Estado, o Município manteve os atendimentos de covid-19 no Hospital São Benedito, até o último paciente, que recebeu alta na quarta-feira (13). 

- A SMS destaca que, mesmo tendo transformado o São Bendito em unidade exclusiva para tratamento de pacientes com covid-19, medida necessária no pico da pandemia, em março deste ano, não deixou de atender os casos de Ortopedia e Neurologia, que foram transferidos para o Hospital Municipal de Cuiabá (HMC). 

- A SMS já solicitou junto ao Estado a repactuação dos leitos do Hospital São Benedito para que ele retorne ao atendimento regular, que era oferecido antes da pandemia. Inclusive a secretária de Saúde, Suelen Alliend, já participou de reuniões com a SES e tem reunião marcada para a tarde desta quinta-feira (14), com o COSEMS - Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de Mato Grosso, para tratar dessa retomada.

- Destaca ainda que já está realizando o procedimento de desinfecção para que as instalações hospitalares estejam aptas a retomar o atendimento não-covid e que soa estranho que o deputado Lúdio Cabral, que é médico sanitarista e já atuou no serviço público de saúde, desconheça os procedimentos hospitalares e os riscos que qualquer pessoa corre ao entrar em um ambiente que ainda está infectado pelo coronavírus e que está passando por desinfecção.
 
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet