Olhar Jurídico

Sexta-feira, 14 de junho de 2024

Notícias | Política de Classe

ex-aliados

Sucessão na PGJ expõe rompimento entre Deosdete e José Antônio Borges

Foto: MP-MT

Sucessão na PGJ expõe rompimento entre Deosdete e José Antônio Borges
O atual procurador-geral de Justiça, Deosdete Cruz, e seu antecessor, José Antônio Borges, romperam politicamente. Discordâncias pontuais entre os dois que surgiram ao longo da gestão de Cruz desaguaram em um racha formal e o pano de fundo dessa relação azedada é a sucessão ao cargo. Entrevista concedida por José Antônio Borges à rádio Cultura, nesta quinta-feira (23), escancarou a disputa política dos dois ex-aliados.


Leia também:
Procurador aponta golpe no Judiciário e diz que PGE está mal informada sobre o Cristalino II


Deosdete ascendeu ao cargo de procurador-geral advindo do mesmo grupo de Borges. A reportagem apurou que ao longo da gestão de Cruz à frente da PGJ, os dois apresentaram opiniões diversas sobre diferentes assuntos, e, de acordo com fontes escutadas pela reportagem, o antigo procurador-geral esperava que seu sucessor ‘seguisse sua cartilha’, o que acabou não acontecendo.
 
Agora, diante da perspectiva de uma nova eleição para o cargo, Deosdete resolveu não concorrer e irá apoiar Rodrigo Fonseca. Borges, por sua vez, apoia candidatura da adversária Hellen Uliam Kurik e tem defendido que a próxima pessoa a comandar o MP seja uma mulher. Em entrevista concedida à Rádio Cultura, José Antônio Borges afirmou que a decisão de Deosdete de não concorrer à reeleição é frustrante e deixa a instituição como um barco sem comando.
 
“Dentro da classe causa uma frustração saber que o seu timoneiro já busca outro barco enquanto está nos comandando. Isso realmente traz um desconforto para a classe”, pontuou. Na entrevista, o antigo PGJ afirmou que Deosdete abriu mão da reeleição por estar de olho na vaga de desembargador do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), pelo Quinto Constitucional. 
 
A reportagem apurou que a fala de Borges causou perplexidade no círculo próximo a Deosdete, principalmente pelo fato de a vaga de desembargador nem estar aberta, o que só deve acontecer com a aposentadoria dos desembargadores Paulo da Cunha, prevista para agosto deste ano, e de Guiomar Teodoro Borges, que deve ocorrer em abril de 2025. Ambos eram membros do MPE, entraram no Pleno do TJMT pelo Quinto Constitucional.

A vaga de Paulo da Cunha é tida como "fora de disputa" nos corredores do Ministério Público. Isso porque há um entendimento que ela deve ser ocupada pelo promotor Wesley Sanchez Lacerda, que foi o mais votado no Tribunal de Justiça para ocupar a vaga que foi aberta por meio da Lei complementar nº 661/2020, que ampliou o número de desembargadores do TJMT de 30 para 39, possibilitando uma indicação do MP pelo Quinto Constitucional. Mesmo mais votado no TJ, Wesley acabou de fora porque a escolha final foi do governador Mauro Mendes (União), que optou pelo nome de Marcos Regenold. 

Já a vaga seguinte, a ser aberta com a aposentadoria de Guiomar Teodoro Borges, só deve ficar disponível quando Deosdete não foir mais procurador-geral. Para essa indicação, José Antônio Borges também defende que a escolha atenda critério de gênero. A escolha por uma mulher, como o ex-PGJ cobra, tiraria automaticamente Deosdete do páreo, o que evidencia ainda mais o rompimento dos dois ex-aliados. 
 
Oficialmente, Deosdete não fala sobre a futura cadeira de desembargador. No último dia 9, o PGJ concedeu entrevista ao PodOlhar, podcast do Olhar Direto, ele disse que só discutiria a vaga de desembargador caso ela estivesse aberta.
 
“Minha decisão sobre ir ou não para a recondução não tem, necessariamente, algo a ver com isso. Só discutiria uma vaga dessa e disputaria, se houvesse a vaga aberta e avaliando o momento. Nome do PGJ costuma ser lembrado para essas vagas. Fico honrado pelo meu nome ter sido lembrado, mas não me coloca numa situação de vantagem nem de desvantagem em relação aos outros”, declarou.
 
Veja abaixo a íntegra da entrevista de Deosdete ao PodOlhar:

 
Entre em nossa comunidade do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet