Olhar Direto

Domingo, 25 de outubro de 2020

Notícias / Política MT

Taques resiste a pressão de aliados e insiste em perfil técnico para segundo e terceiro escalão

Da Redação - Ronaldo Pacheco

15 Jan 2015 - 08:00

Foto: José Luiz Medeiros / Secom-MT

Pedro Taques segue com nomeações para compor staff, após definir primeiro  escalão sem susto

Pedro Taques segue com nomeações para compor staff, após definir primeiro escalão sem susto

As cobranças por espaço no governo de Mato Grosso fizeram o governador José Pedro Taques (PDT) a mandar um aviso aos aliados: as indicações políticas são bem vindas, desde que haja capacidade técnica. Ele escolheu o primeiro escalão por sua conta e risco.

Leia também:
Novo secretário de Agricultura fecha Intermat e demite cargos comissionados via ofício em mural
 
Todavia, a reportagem do Olhar Direto apurou com fonte fidedigna que o governador passou a fazer nomeações para o segundo, terceiro e quarto escalões a partir de sugestões dos aliados que contribuíram para a vitória, em outubro do ano passado.
 
A prova de que mantém o exigência técnica, mesmo com a indicação política, são as escolhas do professor Antônio Carlos Máximo para a Fundação de Pesquisas de Mato Grosso (Fapemat) e de Guilherme Linhares Nolasco para o comando do Instituto de Defesa Agropecuária (Indea). Antônio Máximo foi secretário de Meio Ambiente de Cuiabá, nos dois primeiros anos da administração Mauro Mendes.
 
“As nomeações seguem o critério do perfil técnico adotado pelo governador, na escolha de praticamente todo o seu primeiro escalão”, desconversou o presidente do PSDB, deputado federal Nilson Leitão, pouco antes de se reunir com o secretário Paulo Taques, chefe da Casa Civil. Leitão tem sido um dos principais interlocutores de Pedro Taques. 
 
Antônio Carlos Máximo é mestre em Educação pela PUC de São Paulo, professor aposentado da UFMT e já conduziu a Secretaria de Meio Ambiente de Cuiabá. Também foi secretário-adjunto de Políticas Educacionais na Secretaria de Estado de Educação (Seduc), nas gestões de Gabriel Novis Neves e Ana Carla Muniz, entre os anos de 2003 e 2005, quando o governador era o atual senador Blairo Maggi (PR).
 
Já o indicado para o Indea, Guilherme Nolasco, até então, ocupava a segunda vice-presidência da Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat).
 
Além deles, já foram nomeados Nelson Corrêa Viana como secretário adjunto de Administração Sistêmica, na pasta de Desenvolvimento Econômico; Douglas de Jesus Araújo, para exercer o cargo de chefe de Gabinete da Secretaria de Estado de Planejamento; e Paulo Rogério Lemos, para a chefia de gabinete da Segurança Pública.
 
Para a Casa Civil, Pedro Taques nomeou Julyene Paolla dos Reis para a secretaria adjunta de Relações Políticas. Também na Casa Civil, Marina Henriqueta de Oliveira e Selmo Antonio Rodrigues foram nomeados para exercerem os cargos em comissão.  

Nesta semana, para a Casa Militar, foi nomeada Sandra Fernandes de Almeida Batista como gerente administrativa. Além desses, o Diário Oficial também publicou atos de nomeação que oficializam os nomes anteriormente anunciados pelo governador Pedro Taques.

São eles: o diretor da Polícia Judiciária Civil, Anderson Aparecido dos Anjos Garcia; o comandante do Corpo de Bombeiros, Júlio Cézar Rodrigues; o diretor do Detran, Rogers Elizandro Jarbas; o comandante-geral da Polícia Militar, Zaqueu Barbosa; o diretor geral da Policia Civil, Adriano Peralta Moraes; e Fábio Galindo Silvestre, sobrinho do ex-prefeito Chico Galindo (PTB), para secretário-adjunto de Segurança Pública.
 
Passam a compor a Procuradoria Geral do Estado: Francisco de Assis da Silva Lopes (procurador-geral adjunto), Aíssa Karin Gehring (subprocuradora-geral de Defesa do Patrimônio Público), Flávia Beatriz Corrêa da Costa (coordenadora do Centro de Estudos), José Vitor da Cunha Gargaglione (subprocurador-geral Administrativo), Ana Cristina Costa de Almeida Barbieiro Teixeira (subprocuradora-geral Judicial), Mônica Pagliuso Siqueira (subprocuradora-geral Fiscal), Claúdia Regina Souza Ramos (subprocuradora-geral de Gestão de Pessoal), Adérzio Ramires de Mesquita (subprocurador-geral de Coordenação de Cálculos de Precatórios e de Recuperação Fiscal) e Ana Flávia Gonçalves de Oliveira Aquino (subprocuradora-geral de Defesa do Meio Ambiente).

Comentários no Facebook

Sitevip Internet