Olhar Direto

Domingo, 26 de janeiro de 2020

Notícias / Política MT

PSD entrega cargos e desembarca definitivamente do governo Taques

Da Reportagem local - Érika Oliveira/ Da Redação - Lucas Bólico

22 Mar 2018 - 00:50

Foto: Rogério Florentino Pereira/OD

PSD entrega cargos e desembarca definitivamente do governo Taques
Foram necessárias mais de cinco horas de intenso debate na noite desta quarta-feira (21) para que o PSD deliberasse em definitivo pelo desembarque do governo Pedro Taques (PSDB). O partido, que tem como principal liderança o vice-governador Carlos Fávaro, irá entregar ainda esta semana todos os cargos que ocupa na administração estadual e passa a assumir uma postura de independência perante o Paiaguás, iniciando articulações mirando as eleições de outubro.

Leia também:
Taques diz que aguarda partido de Fávaro tomar posição sobre saída do governo
 
A deliberação tomada nesta noite não indica uma unidade no partido. A agremiação respeita a vontade da maioria, mas ainda se mantém rachada, basicamente entre o bloco da bancada estadual na Assembleia Legislativa e o grupo de lideranças municipalistas, capitaneado por Neurilan Fraga, presidente da AMM. O primeiro defendia a permanência no governo e foi derrotado.
 
A discussão se travou toda à portas fechadas. Em determinados momentos foi possível ouvir de fora da reunião vozes mais exaltadas, dando dimensão do embate travado internamente. Outro fator que evidencia a clara dicotomia do PSD é o fato de que, apesar do deliberado de maneira global, os deputados poderão manter a atual postura no Legislativo e não precisarão entregar seus cargos no governo.
 
“Nós conversamos com a bancada e a bancada tem autonomia pra continuar apoiando o governo. Até dia 31 de dezembro estamos com o governo, estamos fazendo parte desse governo, e bancada deve continuar apoiando, inclusive [quanto] aos cargos dos deputados, o partido não vai ter interferência nisso, mas os cargos que estão disponibilizados ao partido vão se disponibilizados ao governador”, explicou Fávaro, após a reunião. Ele ainda fez questão de ressaltar que o debate de hoje e o posicionamento tirado pelo partido só demonstram que o PSD não tem autoritarismo e nem “caciques”.
 
Na saída, Neurilan não conseguiu esconder a alegria em ver sua tese ser acatada pela maioria. “Estou feliz. Foi uma reunião longa com todas as lideranças municipais, prefeitos, vereadores, presidente das comissões municipais e deputados. Todos tiveram a oportunidade de falar e no final teve uma conjunção onde ficou definido que o Carlos Fávaro tem toda liberdade de construir um projeto para o partido”, destacou.
 
Gilmar Fábris, um dos mais radicais na defesa pela manutenção da postura governista, não apareceu ao término da reunião para conceder entrevista. Ao longo da semana, ele chegou a afirmar que um desembarque do governo já estava descartado pelo partido.

Atualizada à 01h24.

24 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • HELTON
    22 Mar 2018 às 20:17

    Da nada... daqui a pouco Ele cita um texto da Bíblia....

  • Haroldo Schinaider
    22 Mar 2018 às 15:03

    JULIO CAMPOs tem toda razão, em forçar o DEM a cair fora desse nefasto Governo de Pedro Taques, é tão incompetente que ao escolher o novo Secretário de Educação, no lugar do tal Marrafom, tá nomeando a ex-Secretária de Educação do Mauro Mendes na Prefeitura de Cuiabá, Prof. Marineide. Tá provado que ele é um dependente quimico-admistrativo do Mauro. Prefiro então o titular MM.

  • Nascimento
    22 Mar 2018 às 14:59

    O problema do Taques foi igual da Dilma: não dão espaço para dialogar, ouvir a população e os que apoiaram e nas atitudes demonstram ar de superioridade. ..

  • Juliano
    22 Mar 2018 às 12:47

    Parabéns pelo desembarque, antes tarde do que nunca!

  • ESTRATEGISTA ELEITORAL
    22 Mar 2018 às 11:22

    AGORA SEM ESSE PESO NOS OMBROS MAS AINDA MACULADO PELA FALA DESASTROSA DE 2014 O FUTURO SENADOR CARLOS FAVARO USANDO DE SAPIÊNCIA POLITICA DEVE CONVIDAR PARA SER SEU PRIMEIRO SUPLENTE UM NOME DE UM LEGITIMO REPRESENTANTE SERVIDOR PÚBLICO ESTADUAL EM ESPECIAL LIGADO AO AGRO, COM ISSO TERÁ APROXIMADAMENTE 01 MILHÃO DE VOTOS PARA COOPTAR E GARANTIR ASSIM A SUA ELEIÇÃO. CASO CONTRARIO A FALA GRAVADA E ESCRITA SERA UTILIZADA 24 HORAS POR DIA NS ELEIÇÕES. SABENDO UTILIZAR ESSE PONTO FORTE OS OBSTÁCULOS SE TORNARÃO PEQUENOS PARA QUE SE CONSAGRE VENCEDOR NESTE PLEITO ELEITORAL.

  • Reginaldo
    22 Mar 2018 às 09:54

    Fávaro = Taques ,. Pensa que está bem na foto. Vamos te humilhar nas urnas como fizemos com Wilson Santos , lembra ???? Agro querendo sitiar de vez Mato Grosso. O povo está acordado isso Jamais irá acontecer.

  • José Santana
    22 Mar 2018 às 09:44

    Eu só observo , os partidos mamaram quase 4 anos , se beneficiaram de cargos comissionados com altos salários, agoram pulam do barco feito ratos . Parceiro é parceiro o restante vcs sabem ....

  • jose ricardo
    22 Mar 2018 às 09:36

    o Reizinho está ficando sozinho.

  • Ângelo
    22 Mar 2018 às 09:22

    Esses aí acham que saindo do governo aos 45 do segundo tempo vão se isentar de responsabilidade nessa gestão desastrosa ? Não passam de oportunistas .... todos são farinha do mesmo saco ...

  • Victor
    22 Mar 2018 às 09:20

    Silval com uma arrecadação de 12 bilhões pagava os fornecedores em dia, pagava o salário dos servidores dentro do mês e realizou 56 grandes obras no Estado, fora os desvios evidentemente. Taques com 25,5 bilhões não consegue fazer o básico: fornecedores em atraso, servidores em atraso, atraso nos repasses aos Poderes, atraso nos repasses a Saúde, pedaladas fiscais com recursos federais vinculados da Educação, empréstimo de CEM MILHÕES para o escritório de advocacia do primo Paulo Taques com recursos da Previdência própria do Estado. Uma LAMBANÇA SEM PRECEDENTES! Espero que o próximo governador audite as secretarias e licitações do Estado para sabermos o destino de tanto dinheiro.

Sitevip Internet