Olhar Direto

Sábado, 18 de setembro de 2021

Notícias | Política MT

SEM PALANQUE

Reinaldo Morais desiste de candidatura e Selma deve concorrer a estadual

Foto: Rogerio Florentino/Olhar Direto

Reinaldo Morais desiste de candidatura e Selma deve concorrer a estadual
O empresário Reinaldo Morais (PSC) desistiu de sua candidatura ao Governo do Estado e, a série de vetos impostos pela ex-juíza Selma Arruda (PSL) para a construção de seu arco de alianças devem fazer com que ela também recue de sua pré-candidatura ao Senado, conforme vem sendo ventilado nos bastidores, e dispute uma das 24 vagas na Assembleia Legislativa de Mato Grosso.

Leia mais:
- Após desistência de Rossato, Reinaldo Morais lança candidatura ao Governo para viabilizar Selma
- Selma reforça veto ao MDB e diz que estava apenas "passeando" em gabinete de Wellington

O nome de Reinaldo Morais havia surgido como um “plano B” à candidatura frustrada do ex-prefeito de Sorriso, Dilceu Rossato (PSL). No entanto, fontes ligadas ao empresário garantiram que ele desistiu da disputa, por conta da baixa adesão partidária. A reportagem do Olhar Direto tentou contato com o empresário, mas as ligações não foram atendidas.

É importante destacar que a Frentinha, cujo o apoio já era dado como certo por Reinaldo, esteve reunida com o ex-senador Jayme Campos (DEM) na última terça-feira (10), para discutir uma aliança em prol da candidatura de Mauro Mendes (DEM).



Outro detalhe importante é que a candidatura de Morais foi construída para assegurar palanque para Selma Arruda, que vem encontrando dificuldades para construir seu arco de alianças depois que Rossato recuou de ser candidato.

Na semana passada, em entrevista ao Olhar Direto, Selma disse que não há nenhuma possibilidade de ela coligar com o senador Wellington Fagundes (PR) caso ele esteja ao lado do MDB e do PC do B. Os dois partidos já estão fechados com o republicano.

“Existem as vedações, não apenas a questão nacional com relação ao PC do B, mas também localmente, porque eu não me sinto confortável em eventual coligação com o MDB”, disse a ex-juíza, na ocasião. Posteriormente, Selma chegou a dizer que caso fosse do desejo de seu partido ela aceitaria recuar da senatoria e disputar uma das vagas na Assembleia Legislativa de Mato Grosso
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet