Olhar Jurídico

Domingo, 15 de dezembro de 2019

Notícias / Criminal

Pedro Taques procura Polícia Civil para oferecer depoimento e quebra de sigilos

Da Redação - Arthur Santos da Silva

26 Out 2019 - 14:00

Foto: Rogério Florentino Pereira/ Olhar Direto

Pedro Taques procura Polícia Civil para oferecer depoimento e quebra de sigilos
O ex-governador de Mato Grosso, Pedro Taques (PSDB), enviou ofício à delegada Ana Cristina Feldner oferecendo depoimento pessoal e quebra do seu sigilo fiscal, bancário e telefônico. O objetivo é colaborar com a força-tarefa que investiga interceptações telefônicas ilegais, caso conhecido como Grampolândia Pantaneira.

Leia também 
Delegadas recebem inquérito da Grampolândia que estava no STJ

 
Conforme informado pela defesa de Taques, pedidos para que ocorra o depoimento se acumulam nos últimos meses. O último, no fim de setembro. Porém, até o momento não houve designação de datas. Além de Feldner, a força-tarefa é composta também pela delegada Jannira Laranjeira.
 
Pedro Taques foi apontado pelo cabo da Polícia Militar Gerson Correa Junior como um dos mandantes do esquema de escutas ilegais que ocorreu entre os anos de 2014 e 2015. Segundo Gerson, o esquema foi montado para monitorar desafetos políticos de Taques. Paulo Taques, primo do ex-governador, é outro suspeito.
 
O suposto esquema de grampos foi revelado em 2017 pelo programa Fantástico, da Rede Globo, quando se descobriu que políticos, juízes, advogados, médicos e jornalistas foram interceptados de forma ilegal.
 
Ainda em 2017, a Operação Esdras, assinada pelo desembargado Orlando Perri,  do Tribunal de Justiça (TJMT), barrou tentativa de atrapalhar as investigações sobre os grampos.

Na ocasião, foram presos o ex-secretário de Justiça e Direitos Humanos, Airton Siqueira Junior, o ex-chefe da Casa Militar, Evandro Lesco, o sargento João Ricardo Soler, o ex-secretário de Estado de Segurança Pública, Rogers Jarbas, além de Paulo Taques. 

5 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Saulo
    27 Out 2019 às 12:59

    Taques na cadeia

  • Armindo
    27 Out 2019 às 10:00

    Essa tática dele é antiga. Ele sabe que será chamado pra depor, pois é investigado. Daí vem com essa conversinha fiada.

  • silvio lopes de moraes
    26 Out 2019 às 19:01

    Ele foi uma grande aposta do povo mato-grossense ,mas infelizmente não correspondeu a altura da necessidade social.UMA PENA.

  • Saulo
    26 Out 2019 às 14:55

    Cadeia para o Taques já.

  • Marco Antônio
    26 Out 2019 às 14:48

    É só deixar o Paulo taques 5 anos o tesouro que o Paulo entrega o Pedro taques fácil.aí vcs vão ver os milhares de milhões que roubaram do estado!!Paulo está milionário!!!20 anos preso no mínimo pelo tanto que ele roubou!!!

Sitevip Internet