Olhar Jurídico

Sexta-feira, 07 de agosto de 2020

Notícias / Consumidor

Empresa explica papel da tecnologia na gestão das reclamações do Procon em esteiras de atividade

Da Redação

19 Jun 2020 - 08:37

Foto: Reprodução

Empresa explica papel da tecnologia na gestão das reclamações do Procon em esteiras de atividade
Com a chegada da Covid-19, os cenários empresariais mudaram. As medidas de prevenção contra a doença despertaram uma crise mundial, onde muitos consumidores e empresas foram afetados drasticamente. 

Pesquisas feitas pelo Ministério Público, inclusive, apontam que, desde que a pandemia do Coronavírus foi declarada, a fundação Procuradoria de Proteção e Defesa do Consumidor (PROCON) relatou um aumento de mais de 200% nas denúncias de consumidores. 

Leia mais:
STF determina que novas custas processuais em MT só comecem a valer em 2021

Segundo Caio Vacchiano, Diretor Comercial da SmartBPO, empresa de tecnologia jurídica que desenvolve soluções end-to-end para o setor, “para justificar este aumento, é necessário entender que, com a vinda da pandemia, os consumidores passaram a não precisar se locomover para fazer uma reclamação. Além de ter se tornado mais viável lutar por seus direitos, ficou muito mais fácil e rápido notificar uma empresa, via site do Procon, telefone ou até mesmo, redes sociais.”

Isso mostra que, se de um lado temos mais consumidores insatisfeitos, de outro, temos mais empresas sofrendo com a gestão dessas reclamações e, apesar de ser inevitável nos dias de hoje, receber reclamações de sua empresa é sempre desagradável. 

Porém, o fato mais importante é como a empresa reage sobre a contestação. “A tecnologia é fundamental para as capturas de casos e para ajudar as empresas a se adaptarem ao novo cenário. Mais do que isso, é necessário uma estruturação e uma política clara de como resolver coerentemente essas reclamações”, complementa Vanessa Vilarino, CEO da Lawtech Deep Legal Analytics e, também, advogada com vasta experiência em gestão estratégica, de riscos e crises. 

Mas, afinal, como fazer o controle completo desses registros? E mais do que isto, de forma assertiva? Como não perder os prazos de respostas para essas reclamações e, assim, evitar multas pesadas e zelar pela reputação de sua empresa? A resposta para as três perguntas é simples e uma só: através do bom uso da tecnologia

Além disto, é necessário saber exatamente como aplicá-la a seu favor. Para isto, o primeiro passo é, no caso de elevados números de reclamações, contar com ferramentas totalmente automatizadas e focadas nestes monitoramentos. 

"Existem centenas de Procon/Sindec espalhados pelo Brasil e, por isso, a pessoa que presta serviço para todo o país, possui uma probabilidade enorme de ser notificada por dezenas de cidades. Se a sua empresa não possuir um sistema altamente eficaz para o controle dessas informações, os problemas poderão vir em peso”, conclui Vacchiano. 

O objetivo é ter um suporte completo para cada contestação, desde o início, até sua fase final.

A estrutura da SmartBPO, inclusive, foi totalmente projetada para atender as necessidades e preferências do mercado corporativo, unindo experiências do capital humano especializado e alavancas tecnológicas disponíveis para aumento de performance, segurança e acessibilidade.

Além disto, é necessário saber exatamente como aplicá-la a seu favor. Para isto, o  primeiro passo é, no caso de elevados números de reclamações, contar com ferramentas totalmente automatizadas e focadas nestes monitoramentos.

"A recepção e tratamento das reclamações dos consumidores no Procon são feitos de forma descentralizada, são mais de 30 sites diferentes em que as empresas que possuem atividade em todo o país devem acessar, para dar conta de todos os atendimentos. São dezenas de novas notificações, todos os dias. Se a empresa não possuir um sistema altamente eficaz para o controle dessas informações, os problemas poderão vir em peso. O objetivo é ter uma esteira de atividade completa, que envolve desde a coleta da nova reclamação, passando pela gestão e atuação no processo administrativo em suas diferentes fases  até seu encerramento e baixa nos sistemas da empresa. O que chamamos aqui de “Jornada do Reclamante”.” conclui Vacchiano. 

Para falar mais sobre o assunto, de forma que você possa adaptar à sua empresa, iremos trazer, no próximo dia 25/06, às 11h, os especialistas Erick Pomin, CEO do Grupo Solutta, Caio Vacchiano e Vanessa Vilarino em um webinar ao vivo, cujo o tema é exatamente este: "O papel da tecnologia na gestão das Reclamações Procon em esteiras de atividade". 

Para participar, clique no link, inscreva-se! 

Visite o site da SmartBPO

1 comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Fernanda Viana
    19 Jun 2020 às 11:19

    seria ótimo ter publicidade dos processos dos procons..a quem interessa processos físicos e fáceis de "sumirem"...apenas a quem lá está há mais de 20 anos e pensa que órgão é propriedade!!!!! muito boa a iniciativa da empresa..............................................

Sitevip Internet